Nesse vídeo-post contamos 5 maneiras diferentes de carregar seu filho nas viagens e quais situações elas se aplicam!

Uma pergunta frequente que nos fazem é qual a melhor maneira de carregar as crianças pequenas nas viagens. Essa é uma pergunta que depende de diferentes fatores: do seu destino, quantos filhos você tem, da idade das crianças e do seu estilo de viagem.

Nós listamos 5 opções de carregadores de criança. No vídeo abaixo, você vê um resumo e algumas imagens da gente usando os acessórios em nossas viagens.

Após o vídeo, contamos mais detalhes de cada item, como suas características e para quais idades elas se aplicam. No final, contamos qual a melhor maneira e como fazemos quando viajamos com nossos dois filhos.

Leia também nosso e-book gratuito sobre Alimentação Infantil em Viagens! e o post 10 dicas de viagem de avião com bebês e crianças pequenas!

 

 

1) Wrap

O wrap nada mais é do que um pano longo, de aproximadamente 5 metros, no qual você enrola seu filho pertinho de você. Ótimo para bebês recém nascidos até uns 18 meses de idade ou 15 kg (depende do fabricante). Esse carregador de criança é bom para lugares mais frios, pois você fica em contato com seu filho e a jaqueta pode fechar por fora.

Como enrolar o bebe no pano wrap

Uma das diversas maneiras de amarrar o wrap. Foto: Kindered.

2) Sling

Sling é um pano com 2 argolas. É fácil colocar e tirar seu filho. Muito prático nas situações que você sabe que vai precisar tirar e colocar o bebê várias vezes, como em alguns passeios. É super compacto para levar na mala. Recomendo! Segundo alguns fabricantes, dá para usar desde bebezinho até mais ou menos 3 anos de idade (20kg). Nós usamos até os 20 meses. Depois eu já acho que fica pesado. Há também uma versão que dá para entrar na água. Eu uso e recomendo o Vivi Slings e o Sampa Slings.

Sling para carregar crianças

Carregando o Lucas com 22 dias no castelo Marien Burg, em Hanover – Alemanha

3) Canguru

É um carregador com alças de mochilas onde você pode levar seu filho na frente ou nas costas. É muito prático. Eu adoro! Dá para usar a partir de 3 meses de idade até uns 2 anos ou 12 kg (depende do modelo e fabricante). Prefira as marcas que tenham um apoio para as pernas do seu bebê, como na foto abaixo. Nós usamos a marca ErgoBaby e super recomendo!

posição certa e posição errada dos carregadores de bebês

Prefira carregadores ergonômicos que apoiem as pernas dos bebês

 

4) Mochila trekking

Parece um mochilão de viagem, mas serve para carregar uma criança. O bom dela é que evita o contato pele a pele. Você vai se lembrar disso quando carregar seu filho num calor de 30 graus. Dá para levar um bebê a partir de 6 meses, quando ele já senta sozinho. Mas a grande vantagem é quando eles estão mais pesadinhos, entre 2 e 5 anos. A carga máxima criança + extras é de 70 kg.

Essa mochila é muito recomendada para longas caminhadas, por exemplo quando vai praticar hiking ou subir no mirante de um morro. Há diversos modelos no mercado. Nós preferimos aqueles que também tem um compartimento para levar suprimentos do dia-a-dia, como fraldas, àgua, uma troca de roupa e um lanchinho. O ‘tapa-sol’ é removível. A desvantagem é que precisa despachá-la como bagagem quando se viaja de avião.

Mochila trekking para carregar crianças

Mochila da marca Sherpani para carregar crianças

Mochila para carregar crianças

Conhecendo Singapura sem carrinho de bebê

 

5) Carrinho de bebê para viagem

Claro que não poderia faltar o bom e velho carrinho. Mas qual o melhor carrinho de passeio de bebê? Depende de alguns fatores: quantos filhos você tem e se o destino é child-friendly. Nós recomendamos levar um carrinho de bebê tipo guarda-chuva, fácil de desmontar que, de preferência, deite o banco.

Mas agora com dois filhos, às vezes levamos o carrinho duplo da Phil & Teds. A grande vantagem desse carrinho em relação à outros duplos é que ele é estreito. Assim, consigo andar de metro e ônibus facilmente. As rodas são grandes e facilitam o deslocamento em terrenos acidentados. Ele também vem com uma capa para transporte. É adequado para crianças com até 20kg no banco da frente e 15kg no banco de trás.

Carrinho duplo para carregar crianças em viagens

Carrinho duplo Phil & Teds para carregar crianças

Quando não queremos levar esse carrinho duplo, usamos um carrinho guarda-chuva simples. Nos adaptamos de acordo com a situação: o filho mais novo no canguru e o filho mais velho no carrinho; ou filho mais novo no carrinho e filho mais velho fica em pé, na parte de trás do carrinho (sem a prancha).

E qual a melhor opção?

Depende do destino. Nas grandes cidades você pode usar um carrinho de bebê facilmente. Nova Yorque, Orlando, Toronto, Buenos Aires, Santiago, Paris, Londres, etc. As vezes não vai ser fácil achar um elevador no metro, mas você consegue se virar. Para esse tipo de destino, sempre levamos o carrinho e o canguru.

Já em cidades menores ou países exóticos, é muito difícil usar o carrinho. É muito mais fácil usar um carregador de criança. Por exemplo, Cinque Terre, Costa Amalfitana (Itália), Machu Pichu (Peru), Ilhas Tailandesas, no Vietnã ou nas ilhas da Indonésia.

Nos posts abaixo citamos algumas situações onde não era fácil usar o carrinho.

De mãe pra mãe – Camboja

Dicas práticas da Tailândia

Dicas práticas da Indonésia

Nossa recomendação é levar 2 dos itens citados acima. Na nossa viagem de 155 dias pela Ásia, nós levamos dois cangurus e a mochila trekking. Lucas, nosso filho mais velho, gosta de andar. Mas quando ele cansava, tínhamos uma maneira de carregá-lo. Quando preciso, cada um dos pais carregava um dos filhos, como na foto abaixo.

Batu Caves

Todo mundo carregado!

Optamos por deixar o carrinho para trás pois reduzia um volume de bagagem e não era fácil usá-lo nos destinos que visitamos.

Nesse post, mostramos alternativas para o carrinho de bebê em viagens, quais as características de cada carregador e contamos um pouco da nossa experiência com dois filhos.

Qual opção você prefere? Deixe nos comentários sua preferência!