A barreira de corais não é só para adultos! Veja como foi passar o dia com duas crianças!

Quando fomos para a Austrália, eu estava na dúvida se dava para visitar a grande barreira de corais com crianças pequenas. Sim, não só é possível, mas é uma experiência SENSACIONAL! Como em praticamente tudo no país, até a barreira de corais é child-friendly!!

A barreira de corais australiana tem aproximadamente 2200 km de comprimento. É a maior estrutura do mundo feito unicamente por organismos vivos. Ela tem uma grande biodiversidade e foi eleita um dos patrimônios mundiais da Humanidade em 1981. É simplesmente fantástica!

Dá para fazer esse passeio por Cairns ou por Airlie Beach. Eu preferi por Airlie Beach porque também queria visitar uma das praias mais bonitas do mundo: Whitsundays (leia também o post Whitehaven Beach: a praia mais bonita do mundo).

Nesse post eu conto como foi passar o dia na barreira de corais com duas crianças. Fomos no mês de Julho.

foto aerea da grande barreira de corais

A imensidão da barreira de corais vista de cima

 

Passeio de 1 dia na Grande Barreira de Corais

Decidimos fazer o passeio de 1 dia com a empresa Cruise Whitsundays. O barco saiu às 8:00 horas e voltamos aproximadamente às 18:30. A empresa nos buscou no hotel. Pagamos 10 dólares a mais por isso, mas como nosso hotel era longe do porto, achei que valeu a pena. Senão, eu ia ter que acordar bem mais cedo para ir de transporte público. Ah, esteja pronto no horário. Eles passaram uns 5 minutos antes do combinado.

Reserve com pelo menos 3 dias de antecedência. Quase perdemos esse passeio porque deixamos para a última hora.

No pacote está incluído almoço, máscara de snorkel, nadadeiras (pé de pato), roupa térmica (nós fomos no inverno), bóias e salva vidas para crianças e adultos. Café e chá são à vontade.

O barco é grande e confortável. Demora umas 3 horas para chegar até o ponto de mergulho. O barco ainda passa em Hamilton Island para pegar mais passageiros. Chegamos na barreira por volta das 11 da manhã. A partir das 12:00 horas o almoço é servido. Entre 12:30 às 13:30 tem uma fila grande no buffet. Nós pegamos essa fila. Por outro lado, o mar fica mais vazio nesse horário.

Portanto, nossa dica é tentar cair na água o mais rápido possível. Saia as 12:00 horas para almoçar, driblando a fila.

 

Catamarã em Airlie Beach

Catamarã usado nos passeios.

Mapa do passeio de 1 dia na barreira de corais

O barco ainda passou em Hamilton Island para pegar mais turistas.

 

Plataforma em alto mar (Pontoons)

Demoramos quase 3 horas para chegar na base de apoio, que é uma plataforma grande no meio do mar. Eles chamam de Pontoons, em inglês. É nessa plataforma que o almoço é servido e onde ficam as roupas e equipamentos de mergulho. Por falar em almoço, a comida era gostosa e variada. Era um buffet self-service. Como dito anteriormente, tinha uma fila grande entre 12:30 e 13:30.

Base usada para explorar a barreira de corais

Base usada para explorar a barreira de corais

 

Como o Thomas tinha só 8 meses, nós decidimos não entrar na água com ele. Nós revezamos. Eu fui primeiro sozinho, depois com o Lucas e por último a Má, enquanto eu cuidava os meninos. Também tinha uma piscina para os bebês e crianças pequenas, mas como a água estava gelada, o Thomas não entrou.

Para os interessados, também dá para mergulhar com cilindros. Paga-se à parte. Não precisa de licença. Eles chamam de Discovery Dive. Para os que tem licença, há diversos tours, inclusive esse que fizemos.

mergulho com criança

Lucas vestido para entrar na água

Mesmo que você não saiba nadar, vale a pena ir. Na plataforma tem um andar submerso para observar a barreira e os peixes. Além disso, há um barco que o fundo é de vidro, tipo um submarino, que dá uma volta de aproximadamente 20 minutos! As crianças adoraram! E você acredita que passou uma tartaruga marinha bem na frente da janela do submarino? Linda! Mas não deu tempo de fotografar…

Barco com fundo de vidro na grande barreira de corais

E olha o barco que tem o fundo de vidro

 

A grande barreira de corais

Como disse no início do post, a barreira de corais é imensa! Confesso que eu achava que os corais ficavam no fundo do mar, uns 5 a 10 metros de profundidade e que só valia a pena se fosse mergulhar com cilindros.

Pois é, viajando e aprendendo. Os corais ficam a um pouco mais de 1 metro de profundidade! Sim, é só você boiar que você já vê uma infinidade de peixes! Claro que você pode mergulhar pelo paredão ao lado dos corais. Tem muito peixe grande nessa área. É diversão garantida fazer snorkel, tanto para crianças quanto para adultos.

vida marinha na barreira de corais vida marinha na barreira de corais

 

Além disso, perto da plataforma de apoio, há cordas espalhadas na água para te guiar. Lá no meio também tem algumas bases flutuantes para você se apoiar e descansar. No início eu queria evitar as cordas pois a maioria das pessoas fica por ali. Mas logo que fui para a água percebi que a correnteza era muito forte. Eu estava boiando e vendo o “chão andar”. Como não sou nenhum Gustavo Borges, fui explorando os corais, mas fiquei perto das cordas. Não sei se a correnteza é forte todos os dias.

Cheguei a mergulhar ao lado da barreira para tentar ver peixes diferentes, mas a correnteza estava puxando bastante. Até usei uma das bases de apoio para descansar. E dei graças a Deus que tinham essas cordas de apoio. Senão, não conseguiria voltar à plataforma! Rs

como explorar a barreira de corais

Essas cordas me ajudaram bastante rs

 

Descansando na barreira de corais

Recuperando o fôlego

A propósito, a equipe da organização teve que usar um barquinho para resgatar umas pessoas que foram além das cordas e não conseguiram voltar. Tenha atenção, principalmente com as crianças.

 

Mas criança pequena também aproveita?

Além das crianças aproveitarem a plataforma e o submarino, eles também podem entrar na água. Eu me perguntava se valia a pena, já que o Lucas é muito pequeno para usar máscara de snorkel. Ele tinha 2 anos e 10 meses.  Mas olha que legal: eles oferecem gratuitamente uma prancha de bodyboard transparente! Assim, ele também conseguiu ver tudo através do vidro! Nem precisou de snorkel. Ele se divertiu vendo os peixes!

Barreira de corais com criança

Eu e Lucas se preparando para entrar na água. Olha que legal essa prancha

Barreira de corais com criança

Lucas ficou super feliz de ver os peixes no fundo do mar

 

Outra opção é se você levar aquelas máscaras novas de snorkel. Parece bem legal, mas meus filhos ainda não usaram.

Mascara de snorkel rosto todo

Na Decatlhon você encontra essa máscara. Dizem que é boa.

Na volta, os tripulantes ainda contaram uma história para a criançada. A interpretação foi bem engraçada. Lucas não deu muita bola, pois não fala inglês. Ah, eles também deram um kit de colorir. Como na ida, o barco ainda para em Hamilton Island para deixar os passageiros hospedados nos resorts.

Tripulantes interpretando a história no retorno

Tripulantes interpretando a história no retorno

Não foi um passeio barato. Pagamos 200 dólares por pessoa (crianças até 4 anos não pagam). Mas foi uma experiência única! Foi muito bacana! RECOMENDO! Posso afirmar que dá sim para visitar a barreira de corais com crianças pequenas! Todo mundo aproveitou!